terça-feira, 6 de abril de 2010

Desculpa, mãe.

Mãe, se o tempo es
______________cor
_________________re
pela mão, me desculpe,
não consigo segurá-
lo.

Sinto que ele e
___________s
____________c
_____________o
______________r
_______________r
________________e
pelo meu corpo todo,
em enxurrada,
não dá para segurar
uma-gota-sequer.

E se uma gota seguro
perco de ver
o rio
que passa
por mim.

9 comentários:

  1. Eu realmente adoro esse estilo, tem um quê de individualidade - ainda que compartilhada - marcante.

    ResponderExcluir
  2. É... Sensacional o estilo... Não deixe o tempo escorrer, pq esse tempo não há como recuperar...

    Abração...

    ResponderExcluir
  3. adoro pessoas anônimas. fica até parecendo que fui eu que comentei, hahahaha.
    Obrigado Jess, obrigado Carlos.

    ResponderExcluir
  4. rodrigo, você comentando "Que foda!!" no seu próprio post... quem acredita? haha

    ResponderExcluir
  5. HAUHAUAHAUHAHUAHUHA Morri de rir, Rodrigo. Mas pensando por esse lado... Psicologia reversa! Deixando claro que não foi você, para não ter sido você. -Q Papo, não resisti ao comentário. xD

    ResponderExcluir
  6. Gostei do post, Rodrigo. É de uma simplicidade repleta de significados.

    ResponderExcluir
  7. ei demais!

    to eprdendo um monte de coisas por aqui

    ResponderExcluir