domingo, 7 de março de 2010

tarde


Eles não tinham mais mesas. Nosso café já começava a esfriar e o gás escapava lentamente daqueles copinhos. Seus olhos mantinham todo o meu corpo quente. As palavras eram refrescantes e necessárias. Um minuto de silêncio e meu coração seria apenas vapor.

É extremamente difícil falar com esses seus olhos...
e ainda temos que procurar cadeiras...
mas eu acho melhor a gente...
sobre o que eu falei e...
está ficando tarde...
acho que...
você...
...
..
.

5 comentários:

  1. uui! menino, me deixou zonza e sem ar aqui com esse furacão!

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    Perfeito!
    Adorei o texto!
    Essas pausas deram uma estética boa ao texto, além de um ritmo interessantíssimo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. essas pausas foram torturantes, mas muito doces. =)

    ResponderExcluir
  4. ai, texto tão pequenininho, mas tão gracioso! <3

    ResponderExcluir